sexta-feira, 30 de julho de 2010

Nostalgias do passado...

O porquê deste post? Não sei. Talvez porque a  miguita está de esperanças e de alguma forma estou presente no desenrolar de mais uma bela história e o tema gravidez surge em todas as conversas.
Na verdade hoje dei por mim a pensar na S., colega do liceu, um ou dois anos mais velha que eu. Falava, no alto dos seus 17/18 anos na sua vida sexual com o namorado P. um pouco mais velho. De entre nós, as mais novas do grupo, acabavamos por nos sentir pouco confortáveis com os relatos, mas terminando sempre por ceder a uma curiosidade própria e normal da idade e das hormonas: e sim, conta lá mais... E era sexo seguro, pois claro!  No ano seguinte, a S. mudou de escola e só a viamos de vez em quando. De repente pareceu-nos mais gorda e entre nós aventámos a hipotese de ela estar grávida. Ná, a S. dizia alguma coisa! Após poucos dias recebemos a notícia, a S. tinha tido uma bebé. Foi para o hospital, dizendo aos pais que tinha dores, e no hospital colocaram a hipotese de ser uma apendecite. Logo que tirou as faixas com que se amarrou durante meses para esconder a barriga, nasceu uma pequena B. Choque dos avós, alegria no momento seguinte, esperar até que fosse dia, para comprar a roupinha da bébé. Vi-a no dia seguinte, menina pequenina e muito bonita. E já se passaram 17 anos, e a B. uma "senhora"! Já lá vai o tempo em que o seu ídolo era o Jorge Couto, o futebolista...(algo que nunca ninguém entendeu!) e tem já uma irmã uns anitos mais nova. O porquê deste post? Não sei. Talvez porque vou de fim de semana e caí numa certa nostalgia do passado...ou porque me apeteceu!

1 comentário:

Sara sem Sobrenome disse...

Eu não sei porquê, mas não gosto lá muito de ficar nostálgica... dá-me para comer, não sei.
(E já agora, parabéns para a "miguita".)
Beijo